sexta-feira, 9 de abril de 2010

Louco pela bunda da irmã tesuda


Louco pela bunda da irmã tesuda.

Olá, meu nome é Marcelo e venho lhes contar sobre a história gostosa com minha irmã mais nova. Na época tinha 19 anos e minha irmã, Suzanne, 17 anos. Ela é loirinha, estatura média, seios médios, lábios carnudos e uma BUNDA linda, linda, linda.
Sempre nos demos muito bem, sempre fomos muito íntimos desde crianças. Tínhamos o costume de dormir juntos na nossa pré-adolescência, sempre dava um selinho de boa noite e um tapinha na bunda antes de dormir. Naquela época já tinha a bunda bem avantajada e já usava shortinho bem colado, às vezes sem calcinha por baixo. Mas não passávamos disso.
Na nossa adolescência, ela sempre queria saber a minha opinião sobre sua roupa antes de sair para festas.
- E aí, o que achou, Marcelo?
- Ficou muito gata, esse vestido te deixa com uma bunda perfeita.
-Obrigada!
Ela adorava quando eu dizia que ela tinha a bunda mais bonita do bairro. O tempo passava e ficávamos cada vez mais íntimos. Saíamos para dançar (adorava dançar com aqueles peitos colados no meu corpo), adorava abraçá-la de surpresa por trás e dar um beijo naquele pescoço cheiroso. Ela nunca achou isso errado, achava que era apenas carinho de irmãos. Pre mim também era, mas aos poucos se transformou em desejo. Era muito difícil ter uma gostosa em casa e não poder fazer nada, ficava louco com isso... Passei a me masturbar pensando naquela bunda gostosa e naqueles lábios grossos e molhados chupando a minha rola, gozava como um louco pensando nela. Sabia que era errado, mas já não dava mais pra resistir. Cheguei a conclusão de que teria que comer aquela gostosa senão enlouqueceria de vez!
Certa vez ela iria sair para jogar vôlei e me perguntou o que tinha achado do seu short (rosa, bem socado na bunda mesmo). Fiquei louco com aquilo e respondi:
- Nossa, esse short te deixou com um CUZÃO BONITO!
Ela ficou surpresa com o jeito que falei, me agradeceu o "elogio" e saiu confusa... A coisa estava começando a esquentar entre a gente. Quando ela voltou, me pegou assistindo vídeos pornô no computador. Fiquei sem graça com a situação, mas ela disse pra não me preocupar, pois ela já assistiu muitas vezes na casa de amigas... Ela perguntou se poderia assistir também e eu disse que sim (nem acreditei, mas adorei a ideia), meu pau parecia explodir de tão duro.
Ela disse que ia tomar um banho primeiro, não perdi tempo e perguntei em tom de brincadeira se ela precisava de ajuda no banho.
- Você está ficando muito safadinho, hein. Hoje fiquei até assustada quando você falou que eu tenho um "cuzão bonito".

- Vai dizer que não gostou do elogio?

- Claro que eu gostei, você sabe que meu ponto fraco é quando elogiam minha bunda. Mas eu sou sua irmã, esqueceu?

- Só porque é minha irmã, não posso te achar gostosa? Eu só disse a verdade.

Ela sorriu e brincou:
- Já que gostou tanto do short, pode ficar com ele.
Tirou o short, jogou na minha cara e saiu só de calcinha (bem pequena mesmo) e blusinha para o banheiro...
Eu disse:
- Gostei da calcinha também, pode tirá-la também?
- Deixa de ser safado.
Ela me deu as costas e foi tomar o seu banho. E eu só fiquei observando aquele corpão delicioso, aquela bunda maravilhosa com a calcinha lá dentro... Nossa, que delícia, fechei a porta do quarto e bati uma cheirando aquele shortinho... Gozei muito mesmo. Senti que estava quase comendo minha irmã deliciosa.

Aguardem! No próximo conto:
Minha irmã assistinho filme pornô comigoe conversas sobre transas, curiosidades e muito mais.

2 comentários:

  1. ai minha irmazinha vou gozar na tua boquinha

    ResponderExcluir
  2. bom conto sou loco por incesto tenho quatro irmas das quais pratiquei incesto com duas melhor sexo da minha vida.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ele é muito importante para melhorarmos cada vez mais o Blog.Se o comentario der como não enviado tente novamente é uma falha do blog, na segunda tentativa ele aceita.Obrigado!