quarta-feira, 1 de junho de 2011

DESCABAÇADA, SEM DÓ NEM PIEDADE



" Meu nome e Patrícia, tenho 18 anos o fato que vou contar aconteceu a um mês e meio quando eu ainda era virgem. Tenho um irmão de 18 anos moramos no Rio de Janeiro em um casa de três quartos eu e meu irmão dormimos em quarto separados e passamos a parte do dia "sozinhos" em casa, pois meu pai e minha mãe trabalham. Meu irmão tem um colega que estuda com ele e tem a mesma idade dele. Esse colega vive la em casa não vejo nada D+ nele apesar de meu irmão contar que ele pega todas na escola pra não dizer que não vejo nada ele tem um volume meio desproporcional naquela área, mas nunca tive curiosidade de ver. Eles chegavam da escola iam direto la pra casa e depois para a locadora quando voltavam iam com a fita para o quarto de meus pais trancavam a porta e ficavam horas trancados e já suspeitava o que tinha na fita, mas queria saber o que eles faziam cheguei ate suspeitar que eles eram viados. Um dia a rotina se repetiu e a curiosidade bateu mais forte, subi as escadas e quando cheguei ao quarto de meus pais, a porta estava apenas encostada com uma pequena brecha que dava apenas para mim ver o que estava passando na TV e era justamente o que eu pensava a cena tinha um cara com duas mulheres, pensei em voltar para a sala, mas como porta estava só encostada me deu uma vontade incrível de ver o que eles faziam eu dei um leve empurrão na porta ela se abriu, mas um pouco e deu para ver meu irmão na cama, ele estava sozinho com a bermuda no joelho e tocando uma punheta fiquei um tempo olhando o filme meu irmão e esperando para ver onde colega dele estava eu já estava ficando exitada com o filme foi quando senti alguém encostar uma coisa dura atras de mim e logo em seguida tampando a minha boca com a mão eu fiquei assustada ele sussurrou no meu ouvido "Calma sou eu, não vou fazer nada que você não queira" eu fiquei sem saber o que fazer ele falou "Vou te fazer uma pergunta e só você balançar a cabeça para responder, seja qual for sua resposta vou aceitar numa boa. Você quer que eu te coma?" A pergunta foi direta eu nas esperava uma pergunta dessa fiquei sem responder durante alguns segundos e ele falou "Vamos responda e só balançar a cabeça" eu estava exitada e já pensava em dar para ele naquele momento, mas tinha medo pois era virgem. Eu então peguei na mão dele e ele foi tirando ela da minha boca aos poucos e eu falei para ele que era virgem e tinha medo que meus pais descobrissem ele sussurrou no meu ouvido "Eles não precisam saber se você quiser faço de um jeito que você vai continuar virgem" Quando ele falou isso no meu ouvido não resistir balancei a cabeça positivamente, eu estava com um vestidinho que alias eu adora pra ficar em casa ele me deixa super a vontade. Ele abaixou a alça do meu vestido e começou aperta meu peitos eu tremia de tesão e de medo de meu irmão ver ou ouvir alguma coisa, nessa hora a cena do filme já havia mudado e era de um rapaz com uma mulher. Ele foi descendo os seus dedos pela minha barriga por cima do vestido parou um pouco no umbigo e depois continuou a descer ate chegar na minha coxa ele apertava de tal jeito que fiquei ate com marcas roxa na perna no dia seguinte ele começou a subir a mão e por dentro do vestido chegou na minha xotinha em me arrepiei toda ela já estava molhadinha ele começou a acariciar ela por cima da calcinha mesmo ele tirou minha calcinha e começou a passar a mão na minha bundinha ele apertava massageava e as vez passava o dedo no meu cuzinho eu já havia gozado varias vezes, mas o melhor ainda estava pra vir e veio eu senti alguma coisa diferente passeando pelo meu bumbum ele susurrou no meu ouvido "vou te comer gatinha" eu já tomada pelo tesão sentindo aquela pica que ainda não sabia o tamanho, pois estava de costa pra ele, mas dava pra perceber que estava dura como pedra e com a cabeça molhadinha falei mete logo não agüento mais. Ele apontou e foi metendo a cabeça devagar eu queria gritar de dor e ao mesmo tempo urrar de prazer, mas não podia fazer nenhuma das duas coisas pois meu irmão não podia escutar ele falou pra mim "Fica quietinha se não seu irmão vai escutar" e foi colocando o dedo na minha boca eu chupava o dedo dele como se fosse a pica mas gostosa do mundo foi quando de uma vez só ele empurrou a pica toda para dentro eu para não gritar de dor dei uma mordida no dedo dele e não sei como ele não gritou, ele começou uma vai e vem gostoso ficamos assim durante um tempo quando ele faliu que ia gozar e dei umas reboladas e senti em seguida a porra dele escorrendo pelas minhas pernas passei o dedo e depois levei a boca ele tirou o pau de dentro de mim e ficou coladinho em mim durante um tempo quando pensei que já tinha acabado ele pegou o pau novamente duro e começou a esfregar em minha xotinha eu pedi para que ele não me penetrasse e ele falou "Não vou fazer nada que você não queira gatinha" e em seguida em uma estocada só atolou seu pau na minha xotinha apesar da dor foi maravilhoso gozamos em seguida e quando ele tirou o pau de minha xota me virei para ele e puder ver a maravilhosa pica dele deve ter uns 18cm e era grosso bem grosso notei que estava suja de sangue, passei a mão em minha xotinha e vi que o sangue era dela ele me deu um beijo na boca e falou "Limpa minha pica agora, Você não quer que teu irmão veja minha pica com seu sangue quer?" eu mas que depressa me abaixei e comecei a chupar aquela pica ele gozou na minha boca eu quase engasguei, mas tive que engoli pois não deixou eu tirar da boca ele me puxou pelo cabelo, mas de modo carinhoso e disse "Podemos fazer isso outras vezes" eu falei para ele ate poderíamos se você não tivesse mentido ele perguntou "Quando eu menti" eu falei quando você disse que não faria nada que eu não quisesse e você fez comeu minha buceta e ele falou "Eu não menti, vai dizer que você não queria" e eu com um sorriso no lábio apenas balancei a cabeça positivamente ele me deu a calcinha levantou sua bermuda e sem que desse tempo de eu sair da direção da porta do quarto ele abriu a porta do quarto e falou para meu irmão olha quem eu trouxe para ver o filme com agente, eu fiquei tão sem graça não sabia o que fazer e meu irmão falou entra maninha eu entrei e fiquei deitada na cama entre os dois vendo o filme. Depois conto o que aconteceu. Foi um dia maravilhoso! E que se repete as vezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ele é muito importante para melhorarmos cada vez mais o Blog.Se o comentario der como não enviado tente novamente é uma falha do blog, na segunda tentativa ele aceita.Obrigado!